builderall

My Image

Quantas de nós pensam efetivamente no nosso futuro financeiro? Eu acredito que poucas o fazem, e é isso que a minha experiência como empresária da área de contabilidade e educadora financeira bme mostra. Além disso, esse foi o resultado de uma pesquisa realizada pela seguradora Allianz, segundo a qual 90% das pessoas com mais de 25 anos não poupam dinheiro pensando na aposentadoria.

Este é um assunto muito importante, que merece toda a nossa atenção. Vamos falar sobre independência financeira? Você já definiu a sua? Muitas de nós estão no auge de suas vidas financeiras, produzindo, trabalhando muito e dando conta de tantas obrigações, tanto na vida empresarial como pessoal. Mas pensar na nossa longevidade, em como estaremos daqui a 20 ou 30 anos, por exemplo, é uma reflexão necessária porque é agora que podemos construir um futuro melhor e mais promissor para a gente.

Hoje você pode estar muito bem, com uma boa situação financeira e a vida bem arrumada. Mas como será daqui a duas ou três dezenas de anos? Será que você terá alcançado sua independência financeira?

O que é e como conquistar sua independência financeira

É preciso, antes de tudo, definir o que é independência financeira. Somos independentes financeiramente quando temos dinheiro suficiente para vivermos de renda (renda passiva), sem uma drástica perda de padrão e sem a necessidade de continuar trabalhando. A independência financeira vem quando nos aposentamos, podemos curtir a vida e temos dinheiro para isso. É conseguir, em um momento da vida, trabalhar apenas por prazer. Se decidirmos continuar trabalhando, é por conta de prazer, não por necessidade.

O primeiro passo para conquistar a sua independência financeira é saber do quanto você precisa para tal e qual a idade ideal para atingi-la. Temos contas fixas, como condomínio, luz, gás e plano de saúde, mas também gostamos de mimos, como um sapato novo ou uma viagem para a serra. Quanto nós precisaremos para manter um padrão ao menos parecido ao que temos hoje? É importante saber disso, ter metas claras para conseguir poupar.

A ciência mostra que a expectativa de vida do brasileiro vem subindo a cada ano. Então, se hoje uma pessoa se aposentar aos 62 anos e viver até os 100 anos, temos que considerar que o custo de envelhecer é bem grande, com plano de saúde mais caro, remédios, cuidadores, etc. Se tiver um celular com internet, então vai precisar de banda larga. Como vai esta pessoa vai se manter se depender apenas do INSS?

Para construir sua independência financeira, é preciso se planejar. Gente, eu falo demais nisso, tanto na minha vida profissional como pessoal: o planejamento é a base do sucesso. As possibilidades de alcançarmos nossos objetivos serão sempre muito maiores quando nos planejamos. Portanto, é com planejamento e mudança de hábitos que se conquista a independência financeira.

É provável que eu não saiba apontar com exatidão quando você alcançará a sua independência financeira, mas eu posso afirmar convictamente, sem medo algum de errar, que é a partir de hoje, desse instante, que você precisa construir a sua independência financeira. É preciso separar um pouco do que você ganha, todo mês, para o futuro. É preciso poupar, mas que isso seja feito pensando em um investimento, um investimento em você.

Além de guardar para o seu futuro, esse recurso precisa ser potencializado, ou seja, multiplicado por meio de bons produtos financeiros. É preciso estar atento às informações do mercado financeiro. Quanto mais cedo você começar a poupar, melhor será seu resultado. Um mentor financeiro poderá lhe ajudar a vencer as dificuldades que encontra agora, mostrando como superar obstáculos, estabelecer metas e realizar ações que atinjam os objetivos almejados., fazendo seu dinheiro render mais.

Vamos pensar sobre isso? Melhor: vamos agir? Comece hoje a programar sua independência financeira e seja muito feliz!