builderall

My Image

No início do ano, as contas de multiplicam. Além dos boletos que chegam todos os meses, temos que pagar, entre outros, matrícula escolar, IPTU e IPVA. Mas qual conta devo escolher quando não tenho o montante? Se for preciso deixar para pagar alguma conta depois do prazo de vencimento, como faço a melhor escolha?

O ideal, claro, é pagar todas as contas em dia. Afinal, são compromissos financeiros que você assumiu, e não saldá-los vai gerar multas e juros, o que não é nada bom para o nosso bolso. Antes de tudo, é preciso se planejar. Aliás, em finanças, seja na nossa vida pessoal ou empresarial, o planejamento é condição básica para o sucesso.

Antes de falar qual conta devo escolher quando não tenho o montante, realmente preciso lhe dizer: planeje-se sempre. Conheça sua situação financeira muito bem, saiba o quanto você recebe e o quanto você gasta, saiba quais são os seus limites e lembre-se de que é fundamental contar com uma reserva para situações emergenciais.

Qual conta escolher?

Mas é claro que em algumas situações a gente pode perder a mão e se desorganizar. Isso faz parte da vida, e não é vergonha alguma. Imprevistos acontecem, os gastos aumentam, e quando isso acontece é preciso calma e atenção para fazer a melhor escolha.

Mas, afinal, qual conta devo escolher quando não tenho o montante? É preciso estabelecer alguns critérios, que lhe ajudarão a fazer a melhor escolha. Seguindo alguns pequenos cuidados, você poderá pagar todas as contas prioritárias e deixar aqueles boletos que não irão lhe prejudicar muito, pagando após o vencimento.

6 dicas de escolha para pagamento de contas

É claro que você irá se organizar melhor para que essa situação não se repita. O ideal é que isso não aconteça nunca! Mas se precisarmos escolher entre as contas a pagar, é preciso observar as seis dicas adiante:

  1. Vencimento: é claro que você não vai antecipar um pagamento que só precisa ser feito no final do mês se você estiver com pouco caixa. Isso parece óbvio ? e é mesmo ? mas é preciso fazer uma consideração: o vencimento é fundamental, mas você precisa se planejar para saber do quanto dispõe e quais as contas que precisa pagar. A data de vencimento é importante, mas se você sabe, por exemplo, que não contará com todo o dinheiro necessário até o fim do mês, o dia de vencimento será importante mas não fundamental.

  2. Priorize o pagamento de dívidas que tenham garantia ou alienação de bens. Se você não pagar um empréstimo feito, por exemplo, com seu automóvel como garantia, poderá perdê-lo. Portanto, esse pagamento é prioritário.

  3. Saiba o custo gerado pelo não pagamento em dia. Algumas contas têm juros e multas maiores, e elas precisam ser prioridade porque o prejuízo será maior se não pagar no vencimento.

  4. Serviços essenciais, como fornecimento de energia elétrica e água, devem ser prioritários. Poucas contas não pagas são suficientes para o corte do serviço, e essas empresas de serviços essenciais estão respaldas pela lei para fazer isso.

  5. Também é preciso pensar no bem-estar da família. O que é prioritário, o pagamento da mensalidade escolar das crianças ou do serviço de streaming (vídeos)?

  6. Por último, uma dica importante: caso possível, consiga adiar o pagamento de alguma conta, por meio de negociação. Muitas vezes, é possível conversar e mudar a data de vencimento, sem prejuízos para você.

Com calma e seguindo essas dicas, você resolverá a situação! E com planejamento, não a repetirá, tenha certeza disso!

VÂNIA TRINDADE é Founder & CEO na VSM Gestão Contábil e Empresarial, onde atua nas áreas Contábil, Gerencial, Custos, Controladoria e Gestão de Tributos. Colunista do site Donadelas:http://www.donadelas.com.br/@vaniavsm